Como saber que meu e-mail foi invadido

Já passou o tempo em que apenas uma boa senha conseguia manter os hackers longe das contas de e-mail. Com a evolução das tecnologias, eles também acabaram evoluindo em técnicas de invasão. Nem mesmo as contas de sites gigantes como o Google estão livres das falhas de segurança, podendo expor dados pessoais de seus usuários para pessoas mal-intencionadas.

As contas de e-mail são alvo fáceis, porque normalmente ali contém dados pessoais dos usuários, como contas bancárias, por exemplo. Por isso, é muito comum a invasão em e-mails. Para te ajudar a entender quando ocorre uma invasão, esse artigo irá abordar sobre o assunto, assim seu e-mail estará mais protegido. Acompanhe:

 

Have I been pwned?

A expressão pode ser incomum para você, mas fará muito sentido depois de explicada. Usualmente ela é usada em jogos online, indicando que o adversário foi humilhado por um concorrente.

Mas, o que tem a ver com uma invasão de e-mail? Ela é capaz de determinar se a conta está vulnerável de alguma maneira, utilizando bancos de dados que são públicos em invasões que já ocorreram, como a das contas do Adobe em 2013, por exemplo.

Para isso, você precisa acessar ao site https://haveibeenpwned.com/. E lá digitar o seu endereço de e-mail, finalizando ao clicar no botão pwned.

O site informa se a sua conta permanece segura ou não, e caso haja uma resposta negativa o próprio serviço esclarece o porquê, indicando as circunstâncias em que os seus dados acabaram se tornando públicos.

Alguns pontos tornam o site ainda mais interessante, já que ele indica os grupos de hackers que participaram a ação de invasão e ajuda a proteger a conta de atos futuros.

Neste caso, é necessário registrar o seu e-mail no site, onde será automaticamente disparado um alerta no caso de possíveis invasões, quando o banco de dados em que sua conta pertence seja invadida.

E é importante ressaltar que mesmo com a conta prejudicada, você não precisa desistir do endereço de e-mail. Há algumas atitudes que podem torna-lo seguro novamente.

Embora os dados sejam públicos por conta da invasão, você pode tentar alterar a senha, por exemplo, para manter a segurança novamente. É um dos passos principais quando a conta é hackeada, a redefinição da senha, além de outros cuidados que precisa tomar daqui para frente.

pwned list

 

Pwned list

É outro mecanismo similar ao citado à cima, onde o usuário fornece o e-mail e o site procura por ele entre o banco de dados.

A única diferença é que essa opção também é voltada a outros meios, como o Snapchat, por exemplo, que foi invadido recentemente. Neste caso, o pwned list também consegue ver se seus aplicativos que utilizam conta foram invadidos.

O acesso é feito pelo endereço https://pwnedlist.com/snapchatdb, funcionando da mesma forma que o primeiro. Você joga um endereço de e-mail ou outro tipo de aplicativo para que ele passe as informações.

Também é possível registrar a sua conta para receber alertas caso haja uma invasão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *